segunda-feira, 12 de julho de 2010

13 de Julho - Dia Mundial do Rock



Como tudo tem seu dia, o bom e velho rock também tem direito ao seu. A data celebra a realização do primeiro Live Aid, em 1985, um megashow que arrecadou fundos para o necessitados da Etiópia. Quem sobreviveu ao anos 80 há de se lembrar.

Nunca fui lá o que se pode chamar de "roqueiro". Da trinca Sexo, Drogas e Rock'n'Rol, só escolho o sexo, o resto eu troco por vinho e um sintetizador. Nunca suportei heavy metal (nem de homem de cabelo comprido eu gosto), tenho ojeriza de rock progressivo. O máximo do meu lado roqueiro foi ser um adolescente fã de pós-punk, goth, psychobilly e death rock. Mas também adorava sons mais eletrônicos (tecnopop, EBM, New Beat, Industrial) e ethereal. Maridão também não é chegado na coisa, e fica chocado toda vez que vê um tiozinho metaleiro vestido a caráter. Ele também gosta de Smiths & The Cure, ama Janis Joplin - mas troca o rock pela Madonna sem a menor hesitação. E se alguém quiser torturá-lo é só colocar The Doors pra tocar, principalmente se for a versão ao vivo... Se quiser me torturar, qualquer coisa com intermináveis solos de guitarra já serve.

Brincadeiras à parte, para lembrar a data, deixo a sugestão do melhor filme de rock com temática homossexual deste e de todos os mundos: Hedwig - Rock, Amor e Traição (no original, Hedwig & The Angry Inch).
Trata-se de um dos meus filmes favoritos de todos os tempos. O personagem principal do longa é um travesti alemão que se muda para os EUA para fazer uma cirurgia de mudança de sexo, convencido por seu namorado americano. Mas a operação não sai como o esperado, e ele fica com a tal "polegada" do título: um meio termo entre o homem e a mulher, frustrado pela cirurgia infeliz – e abandonado pelo namorado... Mas esta é apenas a primeira desventura do filme, que segue contando a história de Hedwig à frente de uma decadente banda de glam rock. As cenas musicais são maravilhosas! A trilha sonora é daquelas que você TEM de possuir, mesmo para quem não gosta de rock. Não vou contar mais para não estragar a delícia que é acompanhar o roteiro. Uma pequena mostra, a cena em que Hedwig e sua banda interpretam a música "The Origin of Love":


Compre, alugue, baixe, roube. O importante: veja!

4 Comentários:

Wans disse...

Hedwig já virou clássico cult. Da trilha sonora à atuação de John Cameron Mitchell, tudo é genial!

Outro filme musical que amo: Velvet Goldmine.

Genial!

Jean Borges disse...

Segui a indicação e baixei o filme. Estou encantado. A música que vc postou é incrível e o filme é belíssimo.
Mto bom!
Ótima escolha para o dia do rock.

01 disse...

Jean

Que bom saber que a indicação serviu para alguém assistir a filme tão injustamente desconhecido. Volte sempre!

LUH 3417 disse...

Anotado! Roubarei assim que possível. A última dica que peguei daqui valeu muito, Klaus Nomi.

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo