terça-feira, 21 de junho de 2011

Nossa Língua Portugaysa: Efeminado ou Afeminado?



Esta é uma discussão que pode parecer boba, mas embute algo muito que vai muito além das aparências. Quantas vezes você já ouviu dizer que o certo é “efeminado”, pois o prefixo “a” significa negação? Não, não é errado dizer “afeminado”. Etimologicamente é até o mais correto! Pelo menos em português! Vamos por partes...

Você pode estar pensando: Mas espera ai! “A” significa negação, sim!  Sim, significa, mas o prefixo “A” com o sentido de negação não é o mesmo de “afeminado”! Vamos a uma pequena aula de portugays:

dois prefixos “A” em português:

1) O ”A” grego, que significa negação e encontramos em palavras como “ateu”, “amoral”, "atóxico", "assexuado" etc.


2) O “A” latino, que significa semelhança por aproximação. É um prefixo denorex (os mais velhos entenderam a piada  sem ajuda do Google): significa “parece, mas não é”. Alguns exemplos: avermelhado (parece vermelho, mas não é vermelho), aveludado (lembra veludo, mas não é veludo), abrasileirado (se assemelha ao brasileiro, mas não é brasileiro), e, vejam só: AFEMINADO (parece feminino, mas não é!).  

E o “efeminado”, de onde vem? Há duas hipóteses: a primeira, diz respeito a questões fonológicas. Uma mesma palavra é pronunciada de forma diferente e gera escritas diferentes. Isso é bem comum em todas as línguas. No português, por exemplo, é possível escrever assobiar e assoviar. São os chamados "metaplasmos", casos em que há dois significantes para um mesmo significado (ao contrário da palavra "manga", que apresenta dois significados para um mesmo significante).

Mas no caso do “efeminado” a origem é mais recente. Como se diz “afeminado” em inglês? Resposta: effeminate. Sim, como “E”. Nos anos 70, com o boom do movimento gay americano, o mundo todo passou a adotar a terminologia empregada nos EUA. Em muitos casos, a tradução dos termos para o português foi direta, já que tinham base latina/grega, como é o caso de “homofóbico”, “homossexual”, “heteronormativo”, “transgênero”, “transexual”, “orientação sexual”, “identidade de gênero” e muitos outros termos que já fazem parte da nossa vida atual. Só que em alguns casos, como no de “effeminate”, a tradução foi literal, quando poderia ser mais adequada à regras de formação de palavras da língua de chegada. Ou pelo menos poderiam ver se já não existia um termo na língua, né? Não estou dizendo que o termo "efeminado" não existia na nossa língua, apenas mostrando que a patrulha sobre seu uso é um fenômeno mais recente, com uma origem marcada

Portanto: não é errado usar “afeminado”, nem do ponto de vista lingüístico, nem do ponto de vista “gayístico”. Era o termo usado sem problemas por várias e várias gerações para ser referir ao homem (gay ou não) com características culturalmente assimiladas ao gênero “feminino”. Empurrar o pseudoanglicismo “efeminado” goela abaixo acusando o pobre vernáculo “afeminado” de ser preconceituoso é uma injustiça lingüística!

Em tempo: hoje em dia as duas formas são dicionarizadas e aceitas no português, você pode escolher a que quiser. Quando a patrulha lingüística encher o seu saco com a história de que “a” significa negação, é só mandar este post por e-mail.

Agora, se o argumento não funcionar e a pessoa insistir que o correto é o "E", e que o "A" significa negação e ponto final, aqui vai a última cartada:

Na língua portuguesa há a palavra "emascular". Emasculação, segundo os dicionários, significa castração. Não no sentido freudiano, mas no real: cortar fora o pênis, escroto e os testículos. Ou seja: tirar o masculino do homem. Tá vendo como quem indica negação é o prefixo "E"?  


19 Comentários:

Anônimo disse...

Mas olha só. Uma verdadeira aula. Eu tinha noção dos significados, mas sempre tem um mala que enche a boca e se acha "o cara" para "corrigir" os outros, né?

Ótimo post.

Lobo disse...

Ó céus!

*Óóóóóóóóóóóó*

Olha, muitíssimo obrigado. Eu sabia que as duas formas eram certas, mas nunca soube explicar porque. Ser rechaçado, nunca mais :p

Ah, como essa postagem será mandada por e-mail, ô se vai hahaha

Anônimo disse...

Muito válida sua aula! Mas, por favor, chega de usar o trema (¨). Este símbolo lindíssimo foi abolido na última revisão ortográfica. Gostando ou não, como simples mortais temos que usar a nova grafia.
Adoro o blog...até mais!

Lobinho disse...

Eu pensei que o correto fosse efeminado.

Próxima aula,professor vai querer que eu traga banana ou maçã?kkkkk.
Brinks.

Ah,já está na net o curta que vcs querem tanto ver.Marcelo Caetano é uma graça de pessoa.Logo que o PortaCurtas adicionou,ele me enviou e-mail.
Beijos.

Junnior disse...

É impressão minha ou quase todo mundo escreve "afeminado"? É como sempre escrevi, pelo menos.
Enfim, com "a" ou "e" tá tudo certo, né?
Bjk.s

Fred disse...

Taí um assunto que sempre me tirou o sono... hehehe! Felzimente vc sempre antenado me resgatou do breu da ignorância... heheh! Hugz, babe!

DPNN disse...

Ao Anônimo lá de cima:

Até 31 de dezembro de 2012 ainda é possível usar a antiga ortografia, só depois desta data é que ela passa a ser obrigatória, mas pode deixar que vou me policiar e evitar que um trema ou outro escape nos posts, obrigado pelo toque!

Dan disse...

Olha!
Sabia que os dois estavam certos, mas nunca tinha parado pra pensar no assunto.
Brigado!
:D

Edu disse...

Supimpa!!! Também sabia que as duas formas eram aceitas mas nem de saber explicar assim bonito!!

Mas uma lingüiça é bem mais gostosa... meio calabresa apimentada... do que uma linguiça que não passa de um paio chumbrega, né?

S.A.M disse...

Penso que o 'a' é mais correto porque éd e origem latina e nossa língua é latina.

Mas sobretudo, são sinônimos.

Bejao!

Junnior disse...

Deixei uma dica de 'juridiquês' lá no IdG pra vc, ok? Por causa do seu comentário sobre a maior celebração de casamento gay do Rio de Janeiro (rsrs).

Paulo Braccini - Bratz disse...

Parabéns mais uma vez querido ... uma aula e um banho de cultura ... eu sabia q as duas formas de escrita eram possíveis embora sempre optasse por afeminado ... mas não sabia destes meandros todos ...

BlogsVille tb é cultura ... de fazer inveja ao Prof Pascoale ... rs

Triste por não poder estar aí amanhã conforme previsto ... mas o tempo passa rápido e logo logo estarei ...

bjão e obrigado pelo carinho por lá ...

Diego Hatake disse...

Ah eu sempre usei afeminado. Só não sabia que efeminado também está correto... Brigadim pela informação! =)

melo disse...

ah, pára!

é tudo viado e PRONTO!!!!!!

DPNN disse...

Melo, é tudo VIADO ou VEADO? Fica para a próxima...

Mariposo-L disse...

Aiiiiiiii, sou traumatizado com o nosso " português " e como todo bom serial killer de Hollywood teve algum trauma na infância, só não virei um por culpa da professora de Português, graças a educação do meu pai e mãe !
Mas depois dessa aula sua ... para me garantir chamo todo nundo (a)(e)femidado do bicha mesmo .. mas a duvida é com ch ou x .... há maldito português !!!

melo disse...

boa! ri demais aqui!!

mas é mesmo a se esclarecer! eu mesmo não sei qual a diferença exata.

vou dar um tempo pro google e esperar sua explicação

Ferrero disse...

Adorei... Realmente instrutivo! Mas eu prefiro o uso do efeminado devido ao efêmero. E não sei porque mas acho que deve ter se derivado daí também a influência junto com a língua inglesa!

Ferrero disse...

nada ver com efêmero q vem de passageiro, breve!

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo