domingo, 5 de dezembro de 2010

Pimenta no Gol dos Outros é Refresco...

Um post sobre futebol num blog gay? Ninguém vai ler... mas vamos tentar mesmo assim.
.
Domingo feliz para a grande maioria dos brasileiros que gostam de futebol e não são corintianos... me incluo nesta turma, já que adoro o esporte! Sim, ser gay não me impede de ser fã de futebol, de acompanhar os campeonatos,discutir as jogadas, bater minha bola de vez em quando. Joguei futebol muitos anos e até disputei partidas pelas seleções de base. Quem acompanha o blog sabe: sou santista e maridão torce pelo São Paulo. E nosso namoro começou justamente por conta de uma aposta futebolística. Eu disse a ele que teríamos algo no dia em que o Santos fosse campeão... e, contra toda a lógica, meu time foi o vencedor do Campeonato Brasileiro de 2002, após anos sem sinal de títulos. A história está aí nos arquivos do blog.
.
Os politicamente-corretos que me perdoem (ou não), mas só tem uma coisa melhor do que ver o seu time campeão: ver o seu rival se ferrar... Maridão comemorou cada gol sofrido pelo seu São Paulo na derrota para o Fluminense. E torcemos muito para o Corinthians perder hoje... eu queria que o Cruzeiro fosse campeão (depois de ser roubado contra o Corinthians, mais ainda), mas o Fluminense levando já está valendo...
.
Falando em ser gay e futebol, adorei a entrevista que o Richarlysson deu, se despedindo do tricolor. Se tem um cara para quem eu tiro o chapéu no mundo da bola, é pra ele. Na entrevista de despedida, emocionado com a homenagem que recebeu de seus amigos de time (que entraram na sala cantando uma música) e de parte da torcida que o aplaudiu, o volante tricolor declarou:
.
"Se para uma parte da torcida o mais importante é minha vida pessoal, se eu sou isso ou aquilo, vou falar para eles: me desculpem, mas vou ser sempre o Richarlyson que sempre fui, esse que vocês viram, os companheiros me amam, me adoram, e tenho isso pra falar pra eles. Não posso ser outro Richarlyson. Eu conquistei um mundial, três brasileiros, prêmios individuais e cheguei à Seleção Brasileira. Primeiro de tudo tem de respeitar o profissional, eu faço o meu melhor. Mesmo se eu fosse homossexual, isso não interferiria em campo."
.
Falou e disse! O jogador sempre foi hostilizado pela torcida organizada, que gritava o nome de todos os outros jogadores, e pulava o dele. Além da perseguição por parte dos torcedores, por supostamente ser homossexual, ainda tinha que se livrar dos malas da militância gay que queriam tirá-lo do armário à força e transformá-lo em mártir da "causa gay". E ele, é claro, nem ligou para os dois lados e, de cabeça erguida, seguiu jogando seu futebol. E jogando muito bem. Ganhou milhões de pontos na minha cotação – na exata proporção que perdem aqueles que querem transformar armário alheio em "causa" coletiva apenas para atender seus interesses políticos, pouco se importando de fato com o indivíduo que dizem defender.
.
Boa sorte ao jogador em sua nova equipe – provavelmente, o mesmo Fluminense que se sagrou campeão brasileiro na tarde de hoje.
.
Ps. Comentários do tipo “futebol é alienante e blá, blá, blá das massas da Rede Globo imperialista blá blá blá ópio do povo blá blá blá” serão sumariamente ignorados... não tenho mais idade nem saco para esse tipo de discussão, ok?

11 Comentários:

Bossuet disse...

Gosto de futebol, acompanho campeonatos, torço pelo meu time sempre. Morro de preguiça da grande massa de torcedores que agem como babacas e engrandecem um esporte como outro qualquer.

Curti saber que teu marido também tava torcendo contra o Corínthians. Qualquer um com bom senso (ainda que corintiano, porque a paixão pelo time não deve ser imbecilizante) conseguiu notar as injustiças praticadas em favor do time paulista.

Sou cruzeirense, e sei que o meu time poderia ter levado esse campeonato. Mas só o fato de toda a roubalheira do Timão não ter valido nem mesmo um segundo lugar já me deixou feliz.

E que venha a Libertadores, porque os jogadores dos outros países sulamericanos são ainda mais gostosos que os nossos! =)

Anônimo disse...

Eu amo futebol e sou fã incodicional do Bayern München e da seleção alemã. Conheci a Alemanha em 2009 justamente por causa desta paixão.

A entrevista dele foi muito bonita, já o vi no aeroporto de Recife e ele era o mais simpático dos jogadores, super acessivel.

Uma pena torcedores serem assim,não aplaudir suas vitorias pelo simpls fato, dele ser, supostamente gay. Acho lamentável, pq o Richarlyson vestia a camisa do clube e fazia gols e mais gols. É um craque. Vi uma vez um torcedor dizendo q não gostava dele pq ele era efeminado, que outros jogadores de cabelo comprido não pareciam efeminados... esse é o medo deles, achar q os outros irão chamá-los de gay se apoiarem um... bla bla bla... acho uma falta de respeito enorme.

O SP perdeu um grande ídolo, espero q ele se dê muito bem para onde for.

Wans disse...

Eu não sou chegado a futebol, mas a família é corinthiana roxa, portanto, tenho um certo carinho e até dou um leve sorriso quando o time ganha.

Edu disse...

A minha família não é muito roxa, mas é igual à do Wans. Ok, Mãe é curíiiintia e irmã é sumpaulo (desde o Raí, vai entender...)! Mas confesso que queria o Timão campeão só pra ver o Tas beijar o Oscar na boca. Será que ainda rola??

Paulo Braccini disse...

Odeio Futebol, mas ainda odeio mais ainda o Cruzeiro o Vasco e o Palmeiras ... portanto tá tudo bem ...

bjux

;-)

Ro Fers disse...

Interessante seu post, pois eu tbm gosto muito de futebol, gosto de jogar, brincar, assistir, apesar de nao ter paciência de ver que o tima está perdendo... Sem contar que os corpos dos jogadores são perfeitos, umas coxas... prefiro não comentar...
Mas assisti tbm a despedida do Richarlysson, nos quais ele se emocionou e os seus amigos demonstraram mto carinho, admiração por ele...

Quanto ao preconceito por todos torcedores, não ha palavras para expressar essa ignorância , afinal falar é fácil, provar ngm prova, e o que está em questão em campo é o talento dos jogadores, vida pessoal não cabe ngm se intrometer...
Abçs

dogmanstar disse...

nem li mesmo...odeio todos esportes sem exceção, wans sabe..
só passei pra dizer oi.

FOXX disse...

é a segunda vez que vc fala sobre futebol e recorre a esse: "sou gay e gosto de futebol sim", tenho uma pergunta pra vc então: tem certeza se esse preconceito não é seu? não é vc que acha estranho ser gay e gostar de futebol? pq eu tenho amigos gays e jogadores de futebol... então...

William Garibaldi disse...

E via o Fluminenseeee!
Pior sou eu que aqui no Rio eu torço pro Fluminense e pro Flamengo! E em sampa pro Corinthians e pro São Paulo...! Ainda bem que não é pro Palmeiras! risossssssss
Coisa de doido!
Abração!
Vcs bateram um bolão nesta postagem!!!!!!!!!!!!!

William Garibaldi disse...

Voltei para convidá-los e a seus leitores que interessarem a participarem desta Ação por um Natal enfeitado nos Blogs!
Vale também adesão a Doações e o que a criatividade mandar!
Um Grande Axé!
Namastê
E que o Espírito Natalino nos ilumine!
Beijos a quem for de Beijo e Abraço a quem for de Abraço!
Para participar é só deixar um comentário Versos de Fogo, dizendo que aderiu a este movimento!
Fazendo amigos
unindo corações!

Le Voyeur disse...

sou palmeirense e torci horrores pelo flu. o cruzeiro nao queria q ganhasse...
no jogo contro o flu, disse q se palmeiras empatasse ou ganhasse deixaria de ser palmeirense. kkkkkkkkkkkkkk #whatever!!!
ja fui mais fanatico. perdi um poko do tesao por futebol depois da cagada que fizeram em 2005 praticamente dando o titulo pro curintia!!!

bjs do voy

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo