quinta-feira, 3 de março de 2011

Como Pular O Carnaval?

Você é do tipo que literalmente pula o carnaval, risca da agenda e tem urticária só de ouvir uma cuíca? Bem, não precisa cortar os pulsos neste final de semana. Vejamos como sobreviver ao carnaval...

Você se pergunta: tem coisa mais chata do que ver desfile de escola de samba pela TV? Sim, tem: ver trio elétrico do carnaval da Bahia pela TV. Sim, eu não consigo imaginar alguém sentado diante da TV vendo pessoas seguindo um trio elétrico ao som de axé. Tá, eu não consigo sequer imaginar que alguém ouça axé, mas vamos dar um desconto por ser carnaval. Esse ano quem vai transmitir o carnaval da Bahia é o SBT. Então fiquei esperto na hora de trocar de canal. Mas fica a dica: é surreal ouvir os comentários dos apresentadores! Vale como experimento sociológico, mas por poucos minutos, é claro, pois o axé causa danos irreversíveis ao cérebro.

Você tem algum amigo que fica dizendo que samba é tradição brasileira e que você precisa deixar de ser alienado/americanizado e valorizar a cultura nacional? Quer bons argumentos para contradizê-lo? Lá vão: explique a ele que essa história de desfile de escola de samba é inspirada numa ideia do ditador Mussolini, que ordenou que o carnaval fosse transformado em uma parada organizada e exaltasse temas ligados ao nacionalismo. Tudo o que nossas escolas fazem até hoje. Inspirado pelo ditador italiano, Getúlio Vargas copiou a ideia aqui no Brasil, instituiu o sistema de atribuir notas e tudo mais. Então, é só você dizer que se recusa a ser fascista... E vale lembrar que em sua origem o samba nada tinha de expressão popular e era basicamente composto por gente que tinha formação em música clássica e jazz. Pixinguinha é um bom exemplo... essa história de samba como símbolo da nossa nacionalidade é coisa recente...

E se falarem algo do tipo "mas você é brasileiro, tem de gostar de carnaval", responda com algo como "e você é homem, tem de gostar de mulher!". A lógica é a mesma...

O que fazer então? se trancar numa caverna e só sair na quarta-feira à tarde? Bobagem. A menos que você more num lugar que viva em função do carnaval, é um final de semana como outro qualquer, ou melhor, um feriado prolongado como outro qualquer. Achar que todo mundo sai às ruas fantasiado é coisa de gringo. Pro brasileiro normal, é só um descanso do trabalho.

Se não gosta do clima de alegria de plástico do carnaval, vá ao cinema e veja um bom filme de terror cheio de mortes. Ou reúna os amigos para uma sessão de filmes trash, com a condição de que todos venham fantasiados de zumbis... para beber, um belo bloddy mary, é claro...

Mas dá pra se divertir até quando a fuga do carnaval é inevitável: reúna os amigos diante da TV para ficar sacaneando as celulites das passistas, para detectar a barriguinha balançante da rainha de bateria ou para fazer uma dança da chuva que vai levar os adereços e fantasias por água abaixo. Vale até mandinga para carro alegórico quebrar. Só não espere ver homem bonito despido: os câmeras das emissoras são todos heterossexuais e só darão closes nas bundas e nos peitões das mulatas.

Uma boa brincadeira é criar samba-enredo. Já reparou que todos eles são iguais? Os títulos são sempre coisas como “Abauê de Quebauá: A Corte do Imperador Nagô na República do Amanauá Xangô – Abram alas para o Alvorecer do Samba na Madrugada da Liberdade”. Você se pergunta o que significa, mas saiba: é coisa para iniciados. Melhor ouvir as explicações. O mesmo vale para as fantasias: elas sempre possuem um significado, mesmo quando se resumem a uma lantejoula.

Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre Portela, Mangueira ou Salgueiro: o melhor samba-enredo de todos os tempos é esse aqui:

Ah, a palavra de ordem desse ano será "superação": algumas escolas do RJ perderam tudo em incêndio, outras de SP viram as enchentes levar fantasias e carros para longe. Dá-lhe superação! E espere para ouvir muito a expressão “o verdadeiro espírito do carnaval”. Aposto numas 500 vezes durante a transmissão.

E no final de tudo tem o Gala Gay. Vejo sempre. É divertido ver o pessoal pagando mico com algum repórter que faz questão de sacanear com frases como “você está linda”... E como o pessoal faz de tudo por 5 segundos de flashs, a diversão é garantida.

Ainda não sei o que faremos no nosso carnaval, mas uma coisa é certa: eu tenho a cara e a ginga de um gringo que acabou de descer do avião e maridão tem a cara e a ginga do típico moreno brasileiro, então a gente sempre paga uma de “brasileiro se deu bem pegando o gringo”... é divertido e o pessoal cai.

E você? É do tipo que cai no samba e "pula carnaval" ou é daqueles que pulam "o" carnaval e não querem nem saber da data?

O importante, seja carnaval ou não, é aproveitar a vida e se divertir sem moderação! Bom final de semana a todos!


11 Comentários:

Endo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lobo disse...

Eu moro num lugar que vive em função do Carnaval.

Me dá uma força aqui. Toma esse 38. Mira bem entre os olhos. Seis tiros, só pra garantir...

Wans disse...

Bem, eu vou trabalhar. Acredita? Os 3 dias. melo tá enputecido.

Eu peguei bronca do Gala Gay por causa desses comediantes desrespeitosos e insuportáveis.

Nosso carnaval será em casa, vendo filminhos, quem sabe uma passadinha na Vieira.

Junnior disse...

Bom, depende do ano. Já desfilei umas 5 x e adorei, já curti em praias longe do agito e amei, já fiquei no Rio, mas longe das festas (mta praia, cinema, etc), enfim, experimentei quase tudo e curti tudo.
Este carnaval não terei opção. Uma cirurgia na última segunda-feira e nem praia poderei ir. Muita tevê é o q me resta. Quero assistir tb à cobertura do 'Gala Gay'. Como vc disse, a diversão é garantida.
Beijos e bom carnaval a todos.

Paulo Braccini disse...

Já curti e muito carnaval ... já saí em escola de samba aqui em BH [Canto da Alvorada] e em Sampa [Mocidade Alegre] ... já saí em Bloco Caricato aqui em BH [Galãs do Rítmo] ... já brinquei em salão, já assisti desfiles ... já saí em Bandas ... enfim ... de tudo já curti um pouco ... foi bom ... mas hoje fico mais quieto ...

Gui disse...

AH, eu adoro carnaval. Quem não gosta que se foda.

#prontofalei :X

Billycious Böy disse...

Geralmente eu passo carnaval na frente da TV - principalmente assistindo os ''bastidores do carnaval'' na RedeTV, que é divertidíssimo.

Mas, como eu prometi a mim mesmo que esse ano será o mais divertido da minha vida, não poderei deixar de curtir esse carnaval. Mesmo com problema de saúde, vou procurar me divertir bastante durante esses dias.

les in love blog disse...

Nunca fui no gala gay ja vi algumas coberturas da tv sobre o baile, quando era só com a titia monique era uma coisa engraçada masi respeitosa, mas esses humoristas agora pegam meio pesado nas piadas para parecer engraçado. gostei do seu blog, posts muito interessantes.

Ma disse...

Eu pulo os 7 dias loka no meio de toda gente feia de Salvador. A música pode até ser uó, mas a maioria eu não entendo a letra mesmo ! E os corpos seminus sedento de serem agarrados são outro atrativo, heeh

Abs

Jovem Urso disse...

Vou pular o carnaval assistindo anime, desenhando e quiçá vendo o sol de cima da minha laje.

Ninguém merece essa generalização... ¬¬

"... se falarem algo do tipo 'mas você é brasileiro, tem de gostar de carnaval', responda com algo como 'e você é homem, tem de gostar de mulher!'. A lógica é a mesma..." <- Ri altíssimo disso, quase acordei minha mãe, kkkkkkkkk

Bjo e abraço e bom feriado. o/~

Alex M. Brasil disse...

Nada contra, mas realmente não me diz nada e eu também pulo "o" carnaval. Se morasse em Salvador, por exemplo, procuraria, sim, uma caverna pra passar esses dias.

Muito boas as lembranças 1) da origem fascistas desses desfiles, que nada tem a ver com cultura do povo e muito menos com o samba e 2) dessa coisa de samba ser símbolo de nacionalidade.

Esse papo de dizer que todo brasileiro gosta de carnaval e de escolas de samba, realmente...

Se nem mesmo o Sérgio Cabral, o pai, que já endeusou esses desfiles, que já comentou desfiles pra Globo agora diz que "O desfile já não me emociona. A aceleração do andamento do samba matou o samba-enredo, tirou o encanto da bateria, a alegria da dança"... Gente comum como eu, que não tem origem nem gosta da coisa é que não vai perder tempo com isso. Quem gosta, que aproveite. Eu quero mais é descansar, como a imensa maioria dos brasileiros que nunca irão a um desfile. E muito menos ficarão se esfregando no meio daquela coisa que chamam de carnaval em Salvador. Dizer que alguém vai ao carnaval em Salvador, por exemplo, por amor à cultura nacional é de uma estupidez sem fim. Um monte de gente querendo se esfregar e outro monte de gente ganhando dinheiro.

No Brasil, dizer que não gosta de carnaval, que não gosta dessa coisa de desfiles, escola de samba e samba enredo é politicamente incorreto. Eu sou, nessa caso, então, absolutamente incorreto. Convictamente incorreto.

Durma com um barulho desses!

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo