sexta-feira, 18 de março de 2011

Poema do Cume: Porque O Mundo Precisa de Poesia!


Nossa diva Maria Bethânia tem razão, o mundo realmente precisa de poesia (ver post de ontem). Hoje, na Folha de SP:

“Incluindo o blog, o ministério já autorizou Bethânia a captar R$ 10,5 milhões para seis projetos culturais desde 2006. Por problemas no sistema de acompanhamento virtual da pasta, não era possível saber ontem a quantia que ela chegou a arrecadar.”

Enquete: já que a Maria Bethânia vai receber, como diretora artística, 600 mil reais (50 mil por mês), para ler poemas ou trechos de poemas , vocês teriam algumas sugestões? Ela vai precisar, já que serão 365 poemas ao longo do ano. Minha sugestão é o lirismo absoluto do "Poema do Cume".


No alto daquele cume
Plantei uma roseira
O vento no cume bate
A rosa no cume cheira.

Quando cai a chuva fina
Salpicos no cume caem
Formigas no cume entram
Abelhas do cume saem.

Quanto cai a chuva grossa
A água do cume desce
O barro do cume escorre
O mato no cume cresce.

Quando cessa a chuva
No cume volta a alegria
Pois torna a brilhar de novo
O sol que no cume ardia!


Bom final de semana, e divirtam-se sem moderação!

13 Comentários:

Fernando disse...

Sugestão de poesia para Betão recitar :

Pássaro de rico é canário,
pássaro de pobre é urubu,
rabo de rico é ânus,
e rabo de pobre é cú.

Moça rica é bacana,
moça pobre é xereta,
a periquita da rica é vagina,
a da pobre é buceta.

Rico correndo é atleta,
pobre correndo é ladrão,
ovo do rico é testículo,
e do pobre é culhão.

A esperança do rico vem,
a do pobre já se foi,
a filha do rico menstrua,
a do pobre fica de boi.

O rico usa bengala,
o pobre usa muleta,
o rico se masturba,
o pobre bate punheta.

Mas a vida é assim mesmo,
seja no norte ou no sul,
o rico toma champanhe,
e o pobre toma no cú.

Fernando disse...

Rico correndo é atleta
Pobre correndo é ladrão
Rico com medo é nervoso
Pobre com medo é cagão
O rico mete na cama
O pobre mete no chão

Rico usa brinco é playboy
Pobre usa brinco é veado
Rico traído é enganado
Pobre traído é chifrudo
Rico metendo é amor
Pobre metendo é tarado

Casa de rico é mansão
Casa de Pobre é maloca
Doce de rico é bombom
Doce de pobre é paçoca
Pinto de rico é pênis
Pinto de pobre é piroca

Banheiro de rico é toalete
Banheiro de pobre é privada
O rico vai fazer xixi
O pobre vai dar uma mijada
O rico vai fazer cocô
O pobre vai dar uma cagada

Zona de pobre é puteiro
Zona de rico é boate
Barco de pobre é canoa
Barco de rico é iate
Amante de rico é dama
Amante de pobre é biscate

O rico come lagosta
O pobre come chuchu
Rico viaja pra Europa
Pobre viaja pra Itu
Bunda de rico tem ânus
Bunda de pobre tem cu

O rico toca piano
O pobre toca corneta
O rico é que se masturba
O pobre bate punheta
Xana de rica é vagina
Xana de pobre é buceta!


Se Betão recitasse esses dois singelos poemas, faria por merecer o seu modesto cachê.

Fernando disse...

Preferia ver lindos homens nus recitando do que o tribufu baiano, mas já que tudo é um acinte ao bolso do contribuinte, então é melhor deixar bem clara a diferença entre pobres e ricos no Brasil. Tudo o que rico faz é mais bonito.

Wans disse...

Existe coisa maisa chata que poesia? Odeio muito!!!!

Junnior disse...

Pra que dinheiro para escrever poesia
O Blogger taí pra fazer tal cortesia
Maria Bethânia é artista de primeira
Muito sucesso já fez na carreira
Quem precisa de dinheiro é a gente
Blogueiro pobre e insistente
Leia isto Ministério da Cultura
E ajuda a gente a ter leitura.

[uia, até que gostei desse negócio kkkkk]

Fernando disse...

As "poesias" que eu publiquei não são de minha autoria,rsrs. São petardos que eu encontrei no Orkut há muito tempo. Tinha que fazer galhofa em torno da polêmica do já folclórico " Blog da Bethânia",rsrs.

Eu mesmo não consigo rimar nada vezez nada,rsrsrs.

melo disse...

vem cá, que país é esse mesmo?
ah, tá, lembrei...

desculpem mas é nessas horas que eu tenho sim vergonha de morar aqui e não adiante vir com aquele lenga lenga ufanista porque só aqui para acontecer essas merdas mesmo...

olha, eu tenho um defeito de fábrica, assim como o wans, não consigo gostar de poesia e já tentei de tudo desde rimas infantis a Fernando Pessoa.

não adianta, acho chato, um porre e devo ter algo morto aqui dentro ou a poesia está além de minha capacidade cognitiva.

minhas desculpas ao que gostam mas para mim, poesia não desce.

agora, se me pagarem toda essa grana, escrevo um novo Lusiadas em tres meses!!!

vou propor outro blog por meros R$100.000,00 e ainda faço um boquete de brinde!

melo disse...

ops!

Parabéns! A nova casa está um luxo só!

Inveja sim!!

FOXX disse...

super concordo!
super!

Gui disse...

Mais apropriado impossível!

..::voy::.. disse...

kkkkkkkkkkkkk
adorei a sugestão!!!
não sou mto chegado a poesia, mas tá valendo...

abraços do voy

Fernando disse...

Mais um clássico apócrifo, misto de oração e poesia,rsrs :

"ORAÇÃO DAS MOÇAS
São Baltazar - eu quero casar
São Benedito - com um rapaz bonito
São Bento - que não seja ciumento
São Luís - que me faca feliz
São Irineu - que seja fiel e só meu
São Raimundo - que não seja de todo mundo
São Crispim - que goste de mim
São Tiago - que não seja viado
São Vicente - que seja gostoso e quente
São Nicolau - que seja grande seu pau
São Braz - que bote na frente e atrás
Santa Terezinha - que me deixa molhadinha
Santa Inês - que trepe 30 dias por mês
São Malequias - que trepe todos os dias
Santo Agostinho - que trepe direitinho
Santa Cariota - que chupe minha xoxota
São José - que me coma até de pé
São Simão - que trepe até no chão
Santo Antônio - me dê logo um matrimônio"

Queria ver Betão declamar isso,rsrsrs.

Lady's disse...

nem sei mais o que dizer dessas palhaçadas, e nem procuro ler muito essas informações pq é muito revoltante, dá vergonha de ser brasileiro nessas horas

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo