sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Paredão DPNN: O Pior Filme Gay de Todos Os Tempos!

Verdade seja dita, com as saudáveis exceções, filmes com a temática homossexual costumam ser muito ruins – principalmente os mais “alternativos”. E o motivo é um só: eles não tem um roteiro que os sustente, e, de modo geral, possuem um fiapo de trama. O resultado é que boa parte dos filmes gays são rasos e fica-se com a impressão de que um gay é apenas gay, e tudo o que ocorre na sua vida tem relação direta com sua homossexualidade. Ou, pior ainda: que tudo de ruim que acontece na sua vida tem relação com sua homossexualidade.

Preâmbulo feito, vamos àquele que considero o pior filme gay que eu já vi nesta e em todas as outras encarnações, o alemão “Taxi zum Klo” (saiu em DVD aqui na Brasil com o nome original mesmo, que significa algo como “Taxi pro banheirão”). O filme é de 1981 e adquiriu o status de “cult movie” no mundo gay. O que eu me pergunto é: por quê???????????????????

Mas vamos ao filme: em primeiro lugar, devo dizer que este longa é o maior exercício de egocentrismo da história do cinema. Frank Ripploh é o diretor, roteirista e protagonista de um filme que tem como personagem principal, nada mais, nada menos, do que... ele mesmo! Sim, é isso que vocês leram. O filme conta a “história” de um professor chamado Frank Ripploh, professor este que, de vez em quando, dá aulas para crianças, e nas demais horas do dia e da noite, faz pegação em Berlim - e acaba virando diretor de cinema. Isso resume tudo o que você vai ver no filme.  Como se trata de uma egotrip, é claro que as dezenas de cenas de sexo são explícitas e os closes, urológicos e proctológicos. Depois de trinta minutos de filme você já está de saco cheio de ver o saco e a bunda murchos do diretor, uma espécie de Rafinha Bastos desnutrido (foto). Mas o filme dura uma hora mais...

O cara arruma um namorado, continua com a pegação, fica doente, continua com a pegação, e depois tem mais pegação, e mais, e mais. E não pense que isso é tudo: não basta ser sexo explícito, tem de ser escatológico. Acho que vocês dão conta de imaginar, né? Não preciso descrever as cenas... Além do sexo-explícito e escatológico, há ainda cenas de insinuação à pedofilia. Felizmente ele deve ter tido um surto de bom-senso e não colocou a coisa de modo explícito em cena...

Mas a cereja do bolo é uma das cenas mais constrangedoras da história do cinema. Sabem como é, ele não faz cinema, ele “vive” o cinema. Cinema verdade. Cinema com entrega. Já ouviram falar de colonoscopia? É um exame no qual o cara fica em posição de frango assado e o médico introduz um tubo de metal no ânus do paciente, de modo a investigar o reto e o intestino grosso do sujeito. Está tudo no filme, em primeiro plano, sem cortes e sem edição, para quem tiver estômago de assistir (foto). Após ver o filme, a vontade que se tem é de introduzir algo bem pior no diretor...uma dinamite (obs. cheguei tarde, quando vi o filme o diretor já estava morto - ele faleceu de câncer em 2002). 

Justiça seja feita, bons anos atrás maridão e eu fomos ao CINUSP e começamos a ver o filme “Num ano com 13 luas”, do renomado diretor alemão Rainer Werner Fassbinder. A sinopse prometia algo espetacular, só que de boas intenções o inferno está cheio... Esse com certeza deve ser o pior filme gay de todos os tempos, mas não podemos afirmar com certeza, já que saímos da sala antes da metade do longa – e antes que morrêssemos de tédio... 

Fica aí a dica para quem quiser ver estes filmes. Só não digam que eu não avisei... Aproveito a deixa e pergunto: qual foi o pior filme com a temática homossexual que você já viu? Deixe sua dica, trata-se de um serviço de utilidade pública...

Ps. Bom final de semana a todos, divirtam-se sem moderação!
. 

17 Comentários:

Serginho Tavares disse...

O pior filme que vi é tão ruim que esqueci o nome, mas lembro que era muito amador... Era a história de um rapaz heterossexual que sofria um acidente e dai perdia a memória. Um guarda florestal o encontrava e ai começavam a ter uma relação até que o outro recupera a consciência e descobre que era casado com uma raxa chata, mas que na verdade sempre foi uma bixona enrustida! Péssimo!

Anônimo disse...

Eu não assisti a nenhum filme que vc citou no post, mas pela descrição e fotos de algumas cenas já dá para prever o que se esperar hahahahaha
Eu sou totalmente intolerante a filmes chatos. Começou a ficar chato, minha paciência não aguenta e eu tiro o filme ou saio da sala de cinema antes dele terminar.
O pior filme que já vi era chamado: Regarding Billy!! Um amadorismo incrivel. Atores péssimos, roteiro ridiculo e até hoje eu me pergunto se o irmão do protagonista sofria na trama de problemas mentais ou era naturalmente retardado. Um porre!

Wans disse...

Eu já vi os dois e tb achei o primeiro meio exagerado e sem contar uma boa história. O cara fica correndo atrás de rola enquanto tem um gato super a fim dele é meio deprimente.
O do Fassbinder vi não faz muito tempo e confesso, não entendi patavinas. Eu gosto dos seus filmes e ele ousou muito e isso é maravilhoso, mas Foxx e seus amigos me deixou deprimido por uma semana.

Lobinho disse...

Assisti ao primeiro filme.Deve ser um soft porno.Já pediram para postar.Por enqto,nem penso em incluirna lista de filmes.A distribuidora desse está excluindo os links por questao de direitos autorais.
Abraço.

Muñoz. disse...

Eu detestei o "Do Começo ao Fim". Achei parado, cheio de insinuações pseudo existenciais e com um final broxante!

Paulo Braccini - Bratz disse...

felizmente não assisti a nenhum deles ... rs

FOXX disse...

em resumo... ele deve se achar um cara extremamente gostoso, e como ninguém convidou ele pra ser ator pornô, ele fez o próprio filme pornô?

Alex M. disse...

Ah, o pior, eu não assisti, porque não aguentei e desisti antes.
Mas vou pegar o nome lá em ksa depois. É um francês, que também mostra um compulsinvo numa pegação interminável pelas ruas de Paris... Uma M total. Mas cult da década de 70 (ou será 80).
Não deixa de ser, de qq forma, um registro sociológico.

Gosto de filmes gays que nos colocam na vida como seres normais que somos. Gostei muito, por exemplo, do último do Ferzan Ozpetek (Saturno em oposição).

DPNN disse...

O pior é que o filme não se pretende "pornô" (e creio que nem funcione, duvido que alguém se excite com aquilo), ele tem uma pretensão de ser "artístico" que dá um ar ainda pior à coisa.

Estou anotando todas as dicas...

Diego Hatake disse...

Acho que nunca vi esses filmes citados...
Mas o pior filme gay que eu vi sem dúvida é "Boys Love 2". Filme japonês, o primeiro é muito bom, mas o segundo pecou pela falta de uma coisa muito importante: o roteiro. Não entendi o drama, não entendi a violência. E pior é quando tenta ser sensual e não consegue... Foi criado apenas porque o primeiro filme foi um sucesso inesperado, ou seja, pensaram tanto em capitalizar que o resultado foi horroroso.

Junnior disse...

DPNN: vc ainda não sacou o mecanismo do slidshow ou está sem paciência (rs). É simples!
As miniaturas do lado direito funcionam como setas e não como links.
E são melhores do que as setas, pois, nestas, o usuário precisa correr com elas até alcançarem a postagem desejada. As miniaturas, não. Vc olha para a postagem que desejar, clica nela, e a postagem surgirá no campo maior e principal do slideshow (lado esquerdo).
Quanto ao filme, não vi e, pelo que li, não me interessarei.
Bom final de semana.

Woof Brazil disse...

Pior que fiquei curioso pra assistir esse filme. Fiquei mesmo. Sabe quando falam pra você algo bizarro e vc não acredita que isso seja verdade? Foi o que eu senti. Tenho que assistir. Sou que nem Tomé haha

Lekiss disse...

concordo com munhoz...do começo ao fim...o filme tem um casalzinho bacana...mas a historia foi pessima...poderia ter outros fins.... ficou broxante o jeito que foi abortado o tema!!!

melo disse...

tem coisa pior: aquela suposta comédia besteirol gay mas, acho que esse ganha pela tentativa de ser sério de alguma forma...

Anônimo disse...

O pior filme que assisti foi "Regarding Billy" enredo sem sal com atores pessimos, tão chato que deu sono, vi até o final por curiosidade, para ver se melhorava.

Anônimo disse...

Os melhores que vi foram "shortbus" e "Johan".Os piores foram centenas,na maioria americanos,com a velha mania do falso moralismo.Isto é; consumo de drogas,violência e muito sangue pode.Já uma bela cena de nudez frontal,ou sexo ousado não pode.Haja paciência...

Josy-chan disse...

Assisti um filme frances da epoca dos escravos, que dois homens vao para a cadeira por serem gays. Eles se traiam o tempo todo e qdo iam fazer sexo, não acontecia NADA ROMANTICO, era tudo na base do VEM COM SEU CAVALO, FICA DE 4 MINHA EGUA..kkkkk
Juro, ri de constrangimento.
Pelo menos o final compensa... e eles morrem juntos, pq "descobrem" q realmente se amam.

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo