terça-feira, 3 de agosto de 2010

5 Modos de Sair do Armário Sem Querer Querendo:


Sair do armário é uma decisão apenas sua. Não caia no conto da militância, que vive num mundo à parte e para quem o armário alheio é apenas um instrumento de manipulação política, nem faça de seu closet um instrumento de tortura.
.
Em todo caso, se você sente a necessidade de sair do armário, mas falta coragem para dizer as três palavrinhas mágicas, "eu sou gay", aqui seguem 5 modos práticos de ser retirado do armário:

1. Compre uma revista Junior ou a G Magazine e esqueça sobre sua cama, vá dar um passeio e volte. Não use revistas de sexo explícito hardcore, o objetivo é sair do armário, e não chocar seus pais com suas fantasias sexuais;

2. Deixe flyers de baladas gays nas gavetas do seu armário. 100 entre 100 mães fuçam nas coisas de seus filhos enquanto eles não estão em casa. Como quem procura acha, ela vai encontrar;

3. Esqueça seu diário em cima da cama, com o relato dramático na última página de que você está deprimido por ser gay e que tomou uma decisão importante, já que não quer decepcionar seus pais. Ajuda se as letras estiverem borradas, parecendo lágrimas. Depois, vá dar um passeio. Quando seus pais virem que você voltou para casa vivo, ser gay será o menos importante... cruel, mas funciona. O único risco é te internarem numa clínica para suicidas.

4. Estratégia Thammy Gretchen: coloque "homossexual" no status do seu Orkut. Poupa o trabalho de contar para cada conhecido pessoalmente e todo mundo vai ficar sabendo.

5. Se nada disso funcionar, coloque esta postagem como a página inicial de seu computador.
.
Sua sexualidade é sua, e só você pode decidir a hora certa, e se realmente é necessário sair do armário. Em 99,9% dos casos, TODO MUNDO SABE QUE VOCÊ É GAY, inclusive sua família, e convive muito bem com isso. A diferença é que eles gostam de você pelo indivíuduo que você é, e sua sexualidade é indiferente - da mesmíssima forma que você trata todo mundo.

2 Comentários:

Fernando L disse...

6°: Pedir dinheiro pra ir pra parada Gay

7°: Manter sua pulseirinha de 6 cores em local bem visível

8°: Cumprimentar todos seus amigos homens com beijos no rosto

9°: Se vestir de mulher e dançar na apresentação da faculdade e depois mostrar as fotos


10°: Ver, junto com sua mãe e sua prima sites com pornografia gay, hehe

Experiência própria ! Msm assim a minha ainda tem dúvidas, hehe

ABS

Junnior disse...

Adorei a parte de não cair no conto da militância. Sem dúvida, ela tem o seu mérito e eu prestigio a sua incansável busca dos direitos LGBT, mas a questão de assumir é pessoal/individual.
Cada um sabe onde está o seu calo e qual sapato usar para não apertá-lo.
Agora, vamos combinar que quatro das cinco dicas estão num grau mais avançado do curso prático da vida gay, neah? Quem atingiu essa fase já está desencanado. Para os que ainda estão no nível 1, sugiro começar com o módulo nº 3 (o do diário). Achei ótimo. Fazer a linha sofredora atinge o emocional dos pais e evitará confrontos.
Muito legal a postagem.
Abraços.
Junior.

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo