quinta-feira, 26 de agosto de 2010

De Repente, Califórnia (Shelter)



Aproveito pra falar um pouco de um filme que todo mundo já viu, mas que estava faltando comentar por aqui: Shelter, ou, como saiu no Brasil, De Repente, Califórnia. (título bem infeliz, o original "Abrigo", em tradução direta, diz bem mais sobre o filme)
.
Se você ainda não viu, procure, é muito bacana.
.
O longa tem uma coisa que já me agradou de cara: não se passa naqueles bairros em que até a samambaia de plástico dos personagens é gay. A história acontece num ambiente comum, com pessoas comuns, com seus dramas e vidinhas comuns. Pontos para o roteirista.
.
É nesse cenário que vemos uma família desestruturada, com um casal de irmãos dividindo o mesmo teto, cuidando do pai. A irmã tem um filho, mas praticamente quem cuida do garoto é o tio. Tio este que acaba caindo no dilema de se descobrir gay – e ainda por cima, apaixonado pelo irmão mais velho de seu melhor amigo.
.
Uma coisa muito legal do filme é mostrar que o difícil não é assumir para a sociedade: a grande questão é assumir para si mesmo que você é gay.

Trailer:



Não vou contar mais, estragaria o prazer de ver o filme. Gostei bastante do roteiro, embora seja uma história bem simples, ele sabe extrair das situações a carga correta. O único ponto negativo do filme é que os beijos que os atores trocam são mais falsos do que nota de 3 reais. Beijo de boca fechada não dá, né?
.
Tirando isso, o filme é uma boa pedida, principalmente para quem está descobrindo a sua homossexualidade agora.

Quer baixar? Clique aqui
.

7 Comentários:

Rodrigo Teixeira disse...

Ja perdi as contas de quantas vezes ja assisti.

muito bom. bobinho, mas nem por isso deixa de ser bom.

Wans disse...

Eu o acho bacana, mas não consigo ver o que todos viram. A atuação dos dois não em convenceu. Simples assim.

Tô fazendo um top 10 de filmes gays pra semana que vem. Depois vcs digam o que acharam.

bjs

Edu disse...

Off-topic.
Eu já devia ter vindo aqui antes, perdoem a minha falha. Vocês são queridos por muitas das pessoas que eu também quero bem, portanto já tem um crédito muito grande, um belo selo de qualidade! Tô seguindo. E esperando pelo post sobre skinheads! Beijos!

S.A.M disse...

Poxa, eu tenho ele como um dos melhores filmes romanticos gays que já assisti.
Porque ele mostra - dentre tantos outros que tendem ao contrário - uma visão positiva do relacionamento gay.
E ele tem um 'quê' de bobice, mas que não tira sua qualidade.
Acho que, quanto a ação dos dois, não ficou mal, até porque um deles é aquele que 'recém-se-assume' logo passou despercebido. A mim pelo menos.

Beijos.

Bruno disse...

Eu baixei esse filmes faz séculos e ainda não consegui assistir, que bosta!

Não sabia que tinha sido lançado no Brasil. Que legal!

Lucas Campos disse...

Eu amo esse filme...acho q é um dos melhores filmes com temática gay, na minha opinião.

Martin disse...

Filme maravilhoso...sem muita confusão. Como é ser gay para a maioria...e final feliz. Lindo.

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo