terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Relacionamento Aberto é Coisa de Gay?

Gays são mais propensos a viver relacionamentos abertos ou este é mais um clichê atribuído ao homossexual? Não sei se há dados estatísticos a respeito, mas estava vendo o site da revista eletrônica alemã dbna, uma publicação voltada ao público gay mais jovem e me deparei com uma pesquisa feita entre seus leitores justamente sobre relacionamento aberto. Não tem valor científico, mas acho interessante como curiosidade. A pergunta feita aos leitores foi:

O que você pensa a respeito de um relacionamento aberto?

A resposta dos leitores:

63% - nunca teriam um relacionamento assim;

30% - estariam abertos a experimentar;

03% - vivem um relacionamento aberto;

03% - experimentaram um relacionamento aberto, mas não gostaram;

02% - experimentaram um relacionamento aberto e fariam novamente.

Particularmente não sou um cara que funcionaria num relacionamento aberto. Até admiro a superioridade espiritual de quem consegue, mas não é comigo... nem com o maridão. Eu piraria totalmente, independente de que papel eu desempenhasse no trio - ou quarteto, vá saber...

E para quem vive ou já viveu em um: como funciona? Só vale para o lado sexual ou também é permitido envolvimento afetivo? Só vale em trio/quarteto ou cada um pode sair desacompanhado a procura de outros parceiros?

Interessante ver na pesquisa que mesmo os gays mais jovens de lá - a página é voltada aos gays teenagers - não existe o liberalismo que tanto se propaga e a monogamia está em alta. Acho que é um reflexo das mudanças na sociedade, já que ser gay vai perdendo aquele ar de contestação de normas vigentes e passa a ser fazer parte do todo.

E aqui no Brasil? Refaço aqui no DPNN a pergunta da dbna:

O que você pensa a respeito de um relacionamento aberto?

Ps. só para lembrar: estou falando sobre relacionamento aberto em que a OUTRA pessoa sabe que o relacionamento é aberto. Não vale quando só VOCÊ sabe... aí é chifre mesmo.


12 Comentários:

Ma disse...

Se fosse comigo, acho que daria umas surtadas mas aceitaria.

Acho que relacionamento aberto depende muito do casal e do modo de vida dele. Eu por exemplo viajo de vez em quando a trabalho, se namorasse outro que também viajasse a trabalho sempre, aí eu abriria sem muito medo, fora que cada relacionamento aberto tem um conjunto de regras específico

Abs

Junior Healy disse...

Eu particularmente não me vejo em um, mas de uma certa forma admiro o despreendimento dos que sabem levar uma relação assim.

Edu disse...

Wans e Melo são meus ídolos, não pelo relacionamento com outros, mas pela forma que lidam com isso, os dois. Não sei se eu conseguiria - ciumezinho. Mas não veria mal em, ao menos, ter a capacidade de.

Junnior disse...

Uma curiosidade: eu nunca ouvi falar de um relacionamento aberto a três, a quatro, etc, que já tenha começado dessa forma. Os que vi foram de casais que estavam buscando novidades como forma de apimentar a relação. Sendo assim, o terceiro sempre é encarado meio como um objeto de desejo ou um intruso na relação na hora que o bicho pega.
No começo ele é idolatrado, desejado e até amado, porém, com o tempo acaba sobrando e desfaz o triângulo, seja por decisão própria ou dos dois originais.
Mas, como a pergunta é sobre isso mesmo, relacionamento a dois aberto ao terceiro ou ao quarto, eu não conseguiria. Acho. Pra mim, já tá difícil o de dois...

Wans disse...

Se relacionamento aberto vc diz respeito a colocar uma terceira pessoa para apimentar o sexo, sim, nós somos a favor. Desde que seja desconhecido e não haja sentimentos em jogo. Mas se relacionamento aberto estiver se referindo a cada um pode ficar com quem quiser, nós não chegamos a esse nível, e nem pretendo. Nossas brincadeiras a três, a 4...só vale se estivermos juntos. E só! É o máximo da evolução que Wans aguenta.

Paulo Braccini disse...

Relacionamento aberto só existe no discurso ... tanto para héteros como para homo ... entendo q podem e deveriam haver um melhor entendimento do q vem a ser um relacionamento ... onde dois não podem anular o individual, mas pelo contrário, acrescentar ... dentro disto sou adepto de concessões, não concessões apenas de discurso e nem concessões não assumidas por inteiro ... não adianta conceder e sofrer com ela ... isto tem q ser amadurecido, assimilado como valor ...
O SER ainda administra relações afetivas como relações de posse e isto é o q leva a todas elas ao inevitável fracasso ...
Em minha relação de 36 anos, muito crescemos neste campo, mas não é fácil e nem tão pouco atingimos o q entendo deveria ter sido atingido ... mas pelo menos tentamos e continuamos a tentar ...
O que é traição? é romper aquilo q é pactuado, é não ter mais afeto e insistir ...

bjux

;-)

Jovem Urso disse...

Olha... eu não faço ideia... Nunca entrei nem em um relacionamento fechado... hahahahaha

Mas é aquele lance... um relacionamento aberto deve ser uma coisa complicada. Uma coisa é fazer como alguns casais que adicionam uma 3ª pessoa pra fazer uma transa diferente, agora... afetivamente, ao meu ver, deve ser bem complicado... Como gostar igualmente de 2 pessoas, no sentido amoroso? Pra mim, essa é a parte difícil de compreender, x)

Serginho Tavares disse...

Não viveria um relacionamento aberto, pra mim se tiver que ser assim melhor não ter relação e ficar solteiro como antes, mas admiro quem consegue.
Se é que consegue mesmo!
Enfim...
Beijos meus queridos e tudo de bom pra vocês

melo disse...

não sei, acho que somos tão fodidamente complexos que cada um de nós precisa de amor e sexo numa medida única.

achar essa medida é foda pois o outro precisa aceitar e desejar essa medida e o inferno sempre são os outros, não é?

acho o conceito todo de monogamia meio furado sexualmente falando, não vejo como humano a questão de fidelização carnal mas algo mais religioso e moral, imposto como regra para conter a besta em nós.

mas, essa mesma besta pode ser contida se a relação é gratificante para ambos pois o sexo, ainda que essencial, não preenche todos os espaços. da mesma forma, a besta domada precisa comer e daí, depois de comer a mesma carne por demasiado tempo, pode ser preciso mudar o tempero.

nós saímos com miches, é nossa receita, nossa saída mas, para outros pode ser que se precise do todo da paquera, conquista, flerte e não apenas abrir a carteira depois de gozar.

pode ser que se isso é o que falta então exista algo errado pois se busca algo que afague o ego, que apaixone e pode ser sinal que dois não são mais suficientes para um.

acho relações abertas meio que mito e uma saída cômoda para quemk não quer arriscar sair da zona de conforto do relacionamento duradouro.

mas, novamente, isso sou eu, se funciona por aí, então que seja...

Gui disse...

Acho que não. Não mesmo.

Anônimo disse...

Gays estão sendo coagidos a interagir com a heteronormatividade (a heterossexualidade como norma vigente, o ideal a ser seguido),por isso estão mais adeptos a relacionamentos monogámicos em alguns países, talvez como forma de se "encaixar" nos padrões culturais-cristãos daquela sociedade. Porém, se observarmos mais a fundo, veremos que uma pequena porcentagem dos gays escolhe relacionar-se desta maneira.

André disse...

mais venho pdedir aos pederastas que acessem www.omutante.com.br 25 cm de pau pau jorrando porra por dois min

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo