terça-feira, 26 de abril de 2011

Com Que Roupa Eu Vou?


Um dos passatempos preferidos desta dupla, quando estamos em algum barzinho, balada ou qualquer coisa do gênero - repleta de gays, é claro - é ficar gongando o visual da galera. Ok, cada um veste do jeito que quer, se sente bem e todo aquele blá, blá, blá que você bom moço já está careca de saber, e com o qual nós concordamos. Mas isso não obriga a gente a gostar de tudo o que vê, né?

Em geral, nós homens somos pouco privilegiados em termos de variedades de roupas. Neste ponto, as rachas levam vantagem. (mas só nesse, nos outros a gente se dá melhor do que elas – como por exemplo, na questão da celulite.) Então a gente pensa: com poucas opções, é mais difícil de errar, né? Aí é que a gente se engana. Toda criatividade do mundo é pouca diante da imaginação de um cafona. E não é preciso ser muito criativo para usar terno com meias brancas.

Maridão e eu somos bem diferentes em termos visuais. Ele é bem mais básico, não gosta de arriscar muito e ODEIA ir comprar roupas. É mais fácil arrastá-lo a uma convenção do PT do que a um shopping center. Mas ele se veste direitinho, não erra, e como já é bonito por natureza, não precisa se esforçar para ficar gato.  Eu já sou o extremo oposto: adoro um visual mais ousado (dentro do limite do ridículo, é claro. Não saio por aí vestido de Lady Gaga), e compro roupas como quem vai ao supermercado. Não que eu seja feio, viu? Mas no meu caso o esforço é válido. E não é só porque eu já conquistei o cara que eu vou relaxar e deixar de querer ficar sempre mais bonito para ele, né? O bom é que a gente praticamente usa o mesmo tamanho, calça o mesmo número, então dá para socializar o guarda-roupas sem problemas.

Maridão prefere cores mais básicas, eu já sou o mais “restart” do casal (para sair, pois para trabalhar eu sou tradicional e uso algo mais sóbrio ou a trinca camisa/calça/sapato social - sem meia branca, é claro!).  

Mas nem sempre foi assim. No começo do nosso relacionamento, eu era bem “preto e branco” e praticamente não usava roupa verde. Um dia, estávamos vendo o excelente filme “Réquiem para um Sonho” (fica a dica) e eu percebi que o personagem principal, interpretado pelo Jared Leto, usava apenas tons de verde. 

Comentei com o maridão, e ele foi direto: “é que, ao contrário de você, ele sabe ressaltar os olhos que tem”.

  Fatality!!! Maridão wins! 

Desde então, verde virou minha cor favorita, e sempre minha primeira opção ao adquirir uma peça nova.

Acho muito legal ver pessoas que possuem uma identidade visual, que se diferenciam da multidão e desenvolvem seu próprio estilo de se vestir. É meio estranho ver um monte de gente usando algo só porque está na moda, mesmo que não combine nada com a sua personalidade, ou que seja uma peça extremamente medonha como aquelas calças saruel. 

Você tem uma? Pois aconselho que tire uma foto e guarde bem. Daqui a alguns anos tenho certeza de que você vai se perguntar se não tinha um único amigo de verdade para te impedir de sair à rua usando aquilo. É o mesmo fenômeno que hoje ocorre com quem usava calça bag com a cintura nas axilas, nos idos dos anos 80 - só que agora ainda piorada. 

(parênteses: e aquele tal lenço palestino-árabe-muculmano-paquistanês-libanês-ou-qualquer-coisa-do-gênero, ultra cafona, que virou um surto? Eu, particularmente, acho um horror, quase um vestido da Geyse em versão unissex. )

A coisa se inverte quando a questão é cuidado com o corpo e a pele. Maridão se cuida muito mais, usa creme para isso e para aquilo, e eu sou quase um ogro. Mas isso é assunto para outro dia.

E você, leitor, se preocupa com o visual? É vaidoso? Possui um estilo próprio ou compra a primeira peça que vê na primeira loja?

18 Comentários:

Cores da Crise de meia idade! disse...

Já tive fase barroca, clássica, romantica e com a idade ( a bendita meia idade )ando mais é querendo um ambiente clean...Camiseta clara x cal
ca escura ou vice-versa. Ainda tenho uma camisa Delacroix que grita GAY dentro do armário.Olho pra ela com carinho, já o marido me presenteou, mas ando naquela dúvida horrível...será que o tempo Delacroix passou e agora será o tempo de um Armani? suspiros fashions

Diego Hatake disse...

Como disseram, acho que não posso opinar ou gongar muito a roupa dos outros porque acredito que cada um possa usar o que quiser. Não faço parte da "fahion police" e sou um bom moço. XD Mas é claro que algumas coisas que vejo me assustam, só que prefiro guardar pra mim...
Eu particularmente me preocupo com o que uso. Me apronto até pra ir na padaria, se possível, mas de vez em quando desencano, não sou escravo da minha aparência (e se fosse provavelmente estaria falido XD). Em questão de produtos de beleza, também sou ogro. Sei PN de maquiagem e produtos pra pele. No máximo, gosto de hidratar os cabelos, e olhe lá.
E já que falou desse lenço (que até hoje só vi meu professor de antropologia usar XD), permitam-me dizer que, na minha opinião, não há nada pior que o seguinte conjunto num homem e que é moda aqui em Manaus: abadá (aquelas camisa-ingresso de micareta, show, carnaval etc), bermudão super estampado de surfista e o inferno da Terra: sandálias Havaianas ou Crocs.
Ops, fui mau agora... XD

Serginho Tavares disse...

eu sou MEGA vaidoso e se tem uma coisa que eu acho abominável são essas calças saruel!

Edu disse...

Eu ainda não sei qual é a lógica que diz que não se pode usar meias brancas. Acho muito mais esquisito meias que tentam "prolongar" a cor da calça! Pra quê??

Eu uso e foda-se! Eu e o Michael Jackson! :-)

DPNN disse...

Cores.. veja pelo lado bom: sua dúvida é por excesso de opções, e não por falta!

Diego: o pessoal anda fantasiado assim nas baladas, ou só para ir à feira?

Serginho, e o pior é que essas calças viraram febre...

Edu, agora é só você, o Michael Jackson não usa mais...

Gui disse...

Cara, eu só falo mal de dois tipos de pessoas: as que eu não gosto e as que eu não conheço. Logo, na balada, fico horas tecendo comentários sobre tudo que tá acontecendo. Aliás, não só na balada, gongo até o modo de andar das pessoas, sou chato?

Antigamente eu era todo largado, ultimamente tenho me preocupado mais com essas coisas, né? Cheguei já nos 20, melhor fazer um merchant!

Cores da Crise de meia idade! disse...

Opa....Obrigado pelo lembrete e obrigado por me incluir no blogaysville. Bj

melo disse...

não sou vaidoso mas não ando nem sou largado.

quanto às vestes, prefiro o básico mesmo e cores neutras, não somos muito chegados aqui às cores, sabe?

nem a arroubos de vestimenta, menos é mais, fato.

nota: wans deu um UP no meu visual. fato.

melo disse...

nota: adoramos ver as barbaridades em tecido na noite, cada um vai como quer, vá lá mas tem coisa que só com água benta e crucifixo mesmo....

FOXX disse...

bem, acho q tem calças saruel que valem a pena ter no guarda-roupa, apesar de eu não ter nenhuma, mas algumas são, como direi, femininas demais?

Diego Hatake disse...

Em todo lugar... Basta sair de casa e ver gente usando esse visu CENÇUAL.

Junnior disse...

Nem assim pra vcs aparecerem na postagem. Uma fotinha do maridão com o visual básico, mas acertado - conforme dito no 'post'-, e vc com o visual mais ousado e o olhos em destaque pelo verde de uma camiseta moderna. A postagem ficaria show, em?
Eu sempre fui vaidoso: com roupas, sou basicão, mas com os hidratantes e anti-rugas...
Acho q vcs leram o que eu escrevi no blog sobre a minha 'indústria de cosméticos', né? (rs)
Bj.s

Lady's disse...

extremamente vaidoso e comprador impulsivo. Não sou muito de seguir tendências, compro o que eu acho bonito e o que gosto estando na moda ou não.
Não sou nem um pouco básico, gosto de estar sempre muito bem vestido e sempre com alguma peça que da um destaque a mais. sigo basicamente dois estilos, um mais sério que é calça + camisa ou camiseta gola polo + algum tipo de acessório. E o outro mais ousado, calção bem curto + camiseta sempre estampada ou colorida + acessórios do tipo coletes sempre escuros, relógios, cintos

Wans disse...

Adoro me vestir bem, mas sem exageros. Um allstar, uma didas, uma hering e uma calça ou bermuda hkelf já me resolvem. Adoro uma boina que tenho e que provavelmente vc já deve ter visto em fotos, né?

melo quando o conheci se vestia de forma duvidosa. Mas hoje, manda muito bem. talvez até melhor que eu.

Lobo disse...

Meu estilo pessoal é o mulambo. As pessoas me reconhecem na rua por andar de calça e chinelo de dedo hahaha

Juro!

Dan disse...

eu sou super vaidoso e acho q tenho estilo próprio. sei lá se é próprio na verdade, mas procuro andar na moda e não ligo muito para o que dizem.
A moda que cehga aqui no brasil eu nao gosto muito. na verdade me inspiro mais em outras coisas e acho
Saruel horrivel mesmo e esses lenços também.
tenho uma queda pro rock e isso influencia muito no que visto, inclusive no topete!
:)

bjo casal!

Fred disse...

Digamos que eu não visto Prada. Mas sou o diabo, fashionisticamente falando. Gosto, aprecio e consumo moda. Adoro fazer compras. Mas o meu estilo é meu. E só meu. E meia branca não tem perdão! Never! Adorei o post!

..::voy::.. disse...

sou bem básico com roupas. uso o que gosto e o que me faz sentir bem. não ligo mto pra moda - até pq eu nao sou digno de 'estar na moda'.
agora AMO cueca e sapatos/tenis. toda vez que vou no shopping e vejo uma cueca que me agrada eu compro. tenis é mais dificil pq sou sapatão - calço 44 - e é bem dificil achar um tenis que eu goste e que me sirva...

abraços do voy

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo