sexta-feira, 17 de junho de 2011

Wanessa e o Show de Encerramento da Parada Gay de SP


Se maridão e eu tivéssemos feito uma aposta, a esta altura do campeonato teríamos uma grana extra para torrar no feriado. Sempre conversamos sobre a necessidade de um show de encerramento da Parada Gay de SP (vamos chamá-la pelo nome legítimo, né?). E o nome que ambos acharam que seria ideal para tal apresentação era o da Wanessa (ex- Camargo). E não é que nossa ideia virou realidade?

Segundo a organização da Parada Gay, haverá um show da cantora em pleno Vale do Anhangabau, a partir das 19h. Estima-se um público de aproximadamente um milhão de bichas loucas para bater o cabelón ao som da racha.

Maridão e eu tiramos o chapéu para ela! E olha que ela sofre um preconceito absurdo do próprio público gay, o mesmo que ela adotou por escolha própria.

Já vi cada comentário idiota sobre ela, coisa de gente totalmente sem a mínima noção de lógica. O principal é que ela escolheu adotar o público gay “para ganhar dinheiro”. Em primeiro lugar: dinheiro ela já tem. Em segundo: há de ser muito ruim de matemática alguém que imagina que ela optaria por cantar para 10% da população (na melhor das hipóteses) quando poderia cantar para os 90% restantes... o público gay é infinitamente menor do que o público que ouve sertanejo, por exemplo. Acho que de burra ela só tem a cor do cabelo.

Outro argumento bucéfalo é o de que ela “não canta nada, só dubla”. Você pode até não gostar do estilo de música da racha, mas isso não pode afetar sua audição. Ela canta, sim. Não é uma Whitney Houston (nem ela mesma, hoje em dia), mas dá conta daquilo a que se propõe. O mais bizarro é ver que quem a critica por isso é capaz de pagar um salário mínimo e passar dias na fila para ver uma “cantora” internacional dublando. Britney canta????

Vi uma entrevista recente dela e fiquei maravilhado com a pessoa que ela é. E achei que foi bem sincera ao dizer que passou a conhecer melhor os gays depois que começou a cantar nas boates GLS pelo Brasil e que usaria sua visibilidade para apoiar o público homossexual.

Outro preconceito bobo é o da origem da racha. Este é em dose dupla. Há o preconceito por ela ser de família rica (no Brasil ainda há a lenda de que pobreza é marca de caráter...sem contar que ela não nasceu rica, né? E nem a família ficou rica roubando doce de criancinha...) Quantas vezes você ouviu que ela só faz sucesso por ser (sic) filha do Zezé di Camargo e Luciano? Será que basta? Alguém se lembra do filho do Pelé, tentando ser goleiro do Santos? Garanto que muitos só se lembram dele por seu envolvimento com o crime. O outro preconceito se deve ao fato de ter cantado música sertaneja na adolescência. Sim, como se fosse uma chaga e as pessoas não pudessem simplesmente mudar de gosto musical ao longo da vida. Você, leitor, ouve hoje apenas as mesmas músicas que ouvia 15 anos atrás? Eu ouço algumas, outras até me causam vergonha extrema... e hoje ouço muita coisa para as quais eu torcia o nariz na adolescência.

Defendendo a Wanessa assim parece que eu sou fã. Muito pelo contrário! Em geral eu não gosto de cantoras de música pop (tirando a Rihanna, o que é um mistério). Não é o estilo de som que eu ouço no dia a dia. Mas não dá pra ser injusto e não reconhecer o mérito alheio só porque não bate com meu gosto pessoal. O mundo não gira em torno do meu ouvido. Como já dizia o maravilhoso filósofo romeno Cioran:

A fonte de nossos atos reside em uma propensão inconsciente a nos considerar o centro, a razão e o resultado do tempo. Nossos reflexos e nosso orgulho transformam em planeta a parcela de carne e de consciência que somos. Se tivéssemos o justo sentido de nossa posição no mundo, se comparar fosse inseparável de viver, a revelação de nossa ínfima presença nos esmagaria. Mas viver é estar cego em relação às suas próprias dimensões...

E eu acho que a Wanessa merece esta oportunidade. Se este ano que passou teve um hit gay, foi sem dúvida sua canção “Falling For U”.

Se eu fosse ela, ainda chamaria as outras cantoras brasileiras de house (Lorena Simpson, Alex Marie, Joe Welch, Amannda, Georgia Brown, Alexxa, Natalia Damini), para uma homenagem.  Seria muito legal.

Segundo li no MixBrasil, a cantora chorou quando recebeu a notícia de que faria o show de encerramento. No mesmo site li um comentário de um leitor que resume bem o que escrevi neste post. Segue o comentário, numa língua que parece o português:

vcs acham que vanessa camargo esta chorando , pq ela cantara para 1 milhao de gente na parada?? ela ta chorando de alegria pela grana que vai receber... acho que teria que ser outro artista com caracteristicas do publico glbt... e nao vanessa camargo que nunca mostrou sua luta a favor da causa gls... abraços e com certeza estarei na feira cultural e na parada , mais nao no encerramento... muito tarde... e tb poderia colocar a festa na praça rooselt

Dizer o quê? 

Não é a primeira vez que a cantora se apresenta em uma parada gay. No ano passado, ela cantou em Florianópolis, em Bauru... Uma palhinha do que pode ser o show de SP:


Parabéns para a Wanessa, e que seu show seja um encerramento de celebração da alegria que traduz tão bem o significado original da palavra “gay”.

Ps. justiça seja feita, maridão gosta dela desde os tempos em que cantava em português e ainda atendia por Wanessa Camargo.


Ps2. Bom final de semana, e divirtam-se sem moderação!


AVISO IMPORTANTE: O SHOW FOI CANCELADO!!!!!!!!!!! LEIA A EXPLICAÇÃO DOS ORGANIZADORES AQUI.

16 Comentários:

melo disse...

achei legal ela ter 'enviadado' e concordo com você sobre esse xiitismo contra ela, se não faz nada, é errada e se abraça a causa, ainda que leve algum nisso, também.

porra! que essas bichas querem? cansei dessa militancia sem rumo saca? e desse recalque todo porque ela não foi a que saiu da merda pra brilhar.

acho JeD ela cantar no show de encerramento ainda que eu mesmo não curta seu som pelo som que é e não por ela ou quaisquer outras cousas, não me desce simplesmente, não descia antes e muito menos agora, repito, não pela assim pregada militancia de ultima hora e conveniente mas apenas porque seu estilo musical não fez antes e muito menos agora faz meu genero, apenas isso, nada mais.

ainda que elea tenha enviadado por conveniencia, não sei se foi mesmo, que seja pois nos dá cartaz, ajuda e promove, se ela ganha com isso, bom pra ela!

Leandro Souza disse...

Não gosto dela, nunca gostei e não acredito que gostarei algum dia. Mas isso não invalida reconhecer que ela, como dito no texto, faz bem o que se propôs a fazer. Sempre a achei uma cantora mediana, apesar da nítida melhora de qualidade vocal, iniciou sua carreira ancorada na imagem do pai e logo firmada sua posição na música tentou se desfazer desta associação (retirando o Camargo do nome) e isso não invalida o seu trabalho (eu acho que Maria Rita fez o mesmo com o nome da mãe).
Se ela veio para o nosso lado, ótimo para a gente que temos mais uma pessoa pública ajdando na defesa pelos nosso direitos. Se por trás disso há interesse financeiro, qual o problema? É o trabalho dela. Ela escolheu este publico, ela ajuda este publico à sua maneira e deveria ao menos ser respeitada por este publico.
Se estivesse em Sampa na parada, provavelmente não iria ao Show pq continuo não gostando nem dela nem da música dela, mas daqui de SSA torcendo para que seja um sucesso!

Anônimo disse...

Liebe, das ist zweifellos für DICH:

“A fonte de nossos atos reside em uma propensão inconsciente a nos considerar o centro, a razão e o resultado do tempo. Nossos reflexos e nosso orgulho transformam em planeta a parcela de carne e de consciência que somos. Se tivéssemos o justo sentido de nossa posição no mundo, se comparar fosse inseparável de viver, a revelação de nossa ínfima presença nos esmagaria. Mas viver é estar cego em relação às suas próprias dimensões...

Edu disse...

Pois é, tá faltando "gayness" nesse povo. Alegria, caralho! E parabéns pra moça - que venham mais moças e moços se juntarem na alegria.

Dan disse...

como cantora nao sei falar...
mas vi ela discotecando numa balada no studio M e deu dó.
rs

Paulo Braccini - Bratz disse...

não gosto dela como cantora mas não tenho nada contra ela como pessoa ...

qto a participar do show de encerramento não vejo nenhum problema ... só pq ela não é lésbica? se fosse Madonna todas a bee aplaudiriam ...

FOXX disse...

é, parabéns para a Wanessa!
boa sorte no show!

Fred disse...

Vou me abster sobre a Uanessa para que nossa relação continue linda, tzá! Hahahaha!!!! Como pessoa não posso comentar mesmo, mas como cantora não faz meu estilo!!!!! Mas "cadaumnasuacomalgumacoisaemcomum", né?

Grupo Fabulatores disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Maridão já cantou pra vc essa música:
"Você chegou e eu descobri a paixão
Foi de repente, mexeu no coração
Você me toca, eu já não posso parar
Não vejo a hora, eu quero te encontrar
Obrigada, agradeço a Deus
Esse amor entre você e eu
Apaixonada sei o que me deu
Foi um anjo que chegou na hora certa
Um cupido me acertando a sua flecha
Amor, amor, amor
Se é isso que se chama amor
Eu tô, eu tô, eu tô apaixonada por você"
kkk.
Eu gosto dessa música da Vanessa. Eu acho que as músicas que eu gosto fazem parte de trilhas sonoras de filmes, séries, novelas independente do cantor, se eu tiver assistindo algo e gostar da música, sonoridade, eu baixo kkk independente de quem for, acho que é porque sou da geração que assisti muita tv (eu não sei qual curso q vc fez, mas é alguma ciência social, vc poderia dizer qual o curso e se minha teoria pode ser verdadeira?kkk)
Abraços

Lady's disse...

não gosto das músicas dela, além de achar ela muito forçada

Junnior disse...

Eu gosto.
Agora, muita calma nessa hora: o público gay pode ser em torno de 10% da pop, mas é ele quem leva a maioria das músicas ao público hétero. Quando se torna hit e bomba nas baladas, os gays já estão descobrindo outras.
E não é somente com música que isso acontece.

DPNN disse...

Junnior, não sei se é bem assim. O público gay pode até ser vanguardista em alguns momentos, mas não é a regra. Por outro lado, o público hétero é mais aberto a ouvir coisas "gays" do que o oposto, não?

Anônimo: maridão é igualzinho você. Se vê/escuta algo e gosta, não importa a origem. Acaba sendo bem eclético, mas de verdade, não aquele ecletismo forçado de quem quer ser cool.

Anônimo disse...

É OBVIO Q ELA FEZ ISSO SOMENTE POR DINHEIRO!!! CLARO, DINHEIRO ELA TEM, MAS PODE ACABAR... E É LÓGICO Q ELA NÃO É BURRA, POIS ESCOLHEU CANTAR P O PÚBLICO GAY, PQ VIU Q É UM PÚBLICO EM ASCENSÃO E MTO LUCRATIVO!!! BOBINHA É Q ELA NÃO É...PQ ELA NÃO CONTINUA CANTANDO SUAS MÚSICAS IDIOTAS PARA AS ADOLESCENTES IDIOTAS Q CURTEM... WANESSA (PARA SEMPRE CAMARGO)NUNK ENGANOU NINGUÉM... AAH, PARECE Q ELA CONSEGUIU ENGANAR ALGÚEM...

Dario disse...

Menine, bate o/! Nunca tive ídolo (faz parte da minha criação), mas pela rihanna sinto algo diferente! E gosto muito das músicas dela e não se compara com todas as outras divas que são sempre mais super bem vista. Acho ela o máximo! Um amigo não gosta dela, diz que tem cara de pobre! =)

Mariposo-L disse...

juro que nunca ouvi nada de Vanessa, só sei que ele foi devassa na campanha de alguma cerveja que tb não sei qual é .
Então ..precisaria muito mais numa parada Gay , para eu aparecer .. até porque nunca fui em uma , tenho "alergia" a eventos públicos de massa !!!
Mas passei aqui para agradecer a inclusão do blog . tks

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo