quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Será que ele era?

Era. Pelo menos é a tese de um livro bem polêmico lançado há alguns anos aqui no Brasil, chamado "O Segredo de Hitler" (foto abaixo), escrito por Lothar Machtan, um renomado professor de História Moderna da Universidade de Bremem, na Alemanha. Baseado em documentos e testemunhos, o autor tenta comprovar que o Führer não apenas teria sido, como também fizera de tudo para esconder sua verdadeira identidade. A linguagem do livro é bem acessível, longe do academicismo - alías, parece mais uma reportagem de fofocas... você se pega lendo e dificilmente vai largar antes de terminar.
.
É bem comum encontrarmos alguma alegação de uma suposta homossexualidade de Hitler, seja por trejeitos ou por posturas comprometedoras em fotos como a lá de cima. Mas o autor vai além das suposições. E, devo admitir, ele convence.

A primeira parte do livro é dedicada ao "Adolf" antes de se tornar "Hitler": sua juventude em Viena, seu círculo de amizades, seus possíveis amantes e até homens mais velhos que teriam bancado seus estudos de arte. Depois vemos como a questão de pensadores do chamado "amor de caserna" (a ideia de que soldados que mantém laços afetivos entre si tornam o exército mais forte e unido) moldou boa parte do ideário nazista.

Uma boa mostra da natureza homoerótica do Terceiro Reich é o papel de Ernst Röhm, chefão da Sturmabteilung - SA - e gay assumido (aliás, todos os líderes da SA e grande parte de seus membros também eram). Na tese do autor, seu assassinato (no episódio conhecido como "A Noite dos Longos Punhais") teria sido uma das inúmeras queimas de arquivo que Hitler cometera para afastar as suspeitas que começavam a recair sobre si. Vale lembrar que Röhm era o único nazista que chamava Hitler pelo primeiro nome. E que após sua morte intensificaram-se as prisões de homossexuais em campos de concentração.

Eva Braun, a esposa de Hitler - com quem ele nunca teria ido pra cama - também aparece, é claro... mas vou parar por aqui. Vale a pena ler o livro para ficar sabendo dos detalhes.
.
Importante salientar: o autor não quer dizer com isso que o fato de Hitler ser gay explique o monstro que foi, mas que ajuda a esclarecer alguns pontos obscuros de sua biografia.


11 Comentários:

melo disse...

essas fotos são de molhar a calcinha!

vou ler sim ainda mais porque sou fascinado pela WWII.

no fim, fica provado o que não faz uma bicha recalcada, né minha gente?

por causa de rola ela fudeu com a Europa...

Junnior disse...

Prefiro crer que ele não era. Apesar de ter os seus méritos (todos temos), não é exatamente o modelo de homem que dê orgulho a nenhum ser humano.
Bjus.

FOXX disse...

bem, o amor de cazerna era um modelo comum em Esparta, e foi o nazismo que criou a idéia de que a Grécia é o berço do Ocidente, então...

Júlio César Vanelis disse...

hahahaha
Faz todo sentido... Ele era um homofóbico desses enrustidos de hoje que viram neonazistas. Ele queria ser assumido mas não podia por causa da igreja, e como tinham assumidos naquela época já, ele os matava por inveja... kkkkkk
Mas agora falando sério, eu já tinha ouvido falar sobre isso...

Um abrço rapaz... até o próximo

Jean Borges disse...

Mais um mistério que jamais será resolvido de verdade...
Espero mesmo que não seja, no dia a dia, mtos de nós já damos péssimos exemplos... Ter um personagem como Hitler não ajudaria mto na imagem que a população em geral tem sobre nós...

Edu disse...

Homofóbicos => neo-nazistas... Júlio disse tudo.

Anônimo disse...

Existe também um documentário falando sobre a perseguição nazista aos homossexuais na segunda guerra. Chama-se Paragraph 175 é muitooooo bom!!
Cita Ernst!!!
Adorei a idéia do livro.

Wans disse...

Definitivamente um post que nos instiga a ler o livro.

bjux

Lady's disse...

eu acho que ele era mesmo, talvez a sexualidade reprimida explicaria a sua perseguição contra homossexuais

Paulo Braccini disse...

perfeito o coment do Júlio ... é por aí mesmo q tudo se explica ...

seu post é instigante e já me deu um tesão louco para ler a obra ...

além de tudo isto, eu sou um amante alucinado pelo tema NAZISMO! é até meio q paranóico ... tenho orgasmo com isto ... ainda não encontrei a resposta na terapia ...

bjux

;-)

DPNN disse...

Acho que é tanto válido a gente ver os bons exemplos quanto os ruins, afinal, tem gay de tudo quanto é tipo, né? Igualzinho aos héteros, afinal, orientação sexual não é caráter...

Postar um comentário

BLOG ENCERRADO!

We Love It:

We Love It:

Seguidores:

DPNN no Facebook

Twitter:

  ©Dois Perdidos Na Noite - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo